Recomendação do Recanto




"Não subestime o desprezo absoluto das pessoas. Tornar-se um pária não é fácil. As pessoas acreditam que o diabo é Satan. Ignoram que o mundo é muito mais antigo que o cristianismo. Tudo para essas pessoas ignorantes é coisa do “diabo”. E julgam, recriminam e segregam. Ainda que isso seja um pecado diante de Deus. Porém, estranhamente é exatamente esse comportamento hipócrita e preconceituoso que a Igreja incentiva. É tudo tão absurdo. E afinal o que são os pecados? É uma maneira de controle do ser humano, de condená-lo, de inserir culpa pelos seus desejos naturais, de submetê-lo, de castrar seus pensamentos. É tudo tão ridículo."

Entre em contato!



Dúvidas? Opiniões? Ofensas pessoais? Gostaria de trabalhar conosco ou colaborar com suas produções?

Entre em contato!

recanto_do_opositor@hotmail.com

Firefox



Firefox

Satan usa Firefox. Todo o Inferno usa Firefox. Aceite-o como seu único navegador.

Satanismo Ateísta?

Escrito por Recanto do Opositor

Muitas foram as vezes que eu li o seguinte termo: "humanismo ateísta", sendo associado ao Satanismo. Este termo, acredito eu, foi utilizado pela primeira vez por Stella Draconis do Templo de Shaitan e desde então "caiu na boca do povo". Virou moda se referir a Satanismo com a simplificação de ser ele um "humanismo ateísta de uma forma melhor analisada", segundo nossa amiga Stella... Como sempre, estão a falar bobagens sobre nós...

Primeiramente, nenhuma simplificação nunca expressará o que de fato o Satanismo é. Podemos citar aqui uma série de pontos, princípios básicos dos quais o Satanismo parte, mas ele nunca poderá ser compreendido por completo a partir de um simples resumo. Isto só satisfaz o preguiçoso que em sua incapacidade de dedicar-se de forma íntegra a um estudo, limita-se por máximas vazias ou sínteses incoerentes. Isto significa dizer que, antes mesmo de analisarmos se de fato Satanismo é humanista, ou ateísta, esta simplificação por si só já é inválida. Mas tudo bem, vamos partir dela para podermos desenvolver a idéia do post...

Relacionar humanismo com Satanismo tudo bem. Valorizamos nossa condição, colocamos-nos como centro de nossas ações e responsáveis por tudo o que ocorre ao nosso redor, sem recorrer a uma crença divina exterior. Ok. De fato, humanismo é sim um dos pilares do Satanismo. O que não significa dizer que Satanismo é simplesmente Humanismo, muito menos o contrário...

Já relacionar ateísmo com Satanismo é algo mais complicado. Isto pois não há um consenso entre o que é ser ateu. Como inclusive já comentei aqui no blog, o discurso ateu vem se tornando simplesmente um discurso crítico com relação à Igreja e ao cristianismo. Isto é normal, a desilusão com a crença cristã é algo típico de nosso tempo e bem, não condeno esta postura. Entretanto, classificar-se como ateu passou a significar não somente não crer em deus, mas sim não crer no deus cristão. Isto significa limitar um conceito que, a despeito do senso comum, é extremamente complexo e relativo, que é justamente a noção de deus. Vou tentar por agora não me aprofundar nesta questão, mas é necessário que se compreenda que ela não se limita ao cristianismo...

O Satanismo, por sua vez, define sua posição com relação a entidades em dois principais momentos da Bíblia Satânica. Nos primeiro e segundo textos do Livro de Lúcifer, que tratam justamente de falar sobre deus. Já no primeiro parágrafo, do primeiro texto, "Procura-se Deus vivo ou morto", fica claro como o Satanista encara deus:

"É uma popular concepção errônea que o Satanista não acredite em Deus. O conceito de "Deus", como interpretado pelo homem, vem sendo tão variado através do tempo, que o Satanista simplesmente aceita a definição que melhor lhe couber. O homem sempre criou seus deuses, antes de terem seus deuses o criado. Deus é, para alguns benigno, para outros apavorante. Para o Satanista "Deus" - seja qual for o seu nome, ou mesmo que não tenha nenhum - é visto como um fator de equilíbrio na natureza, e não como um ser que se preocupe com sofrimento. A poderosa força que permeia e equilibra o universo é impessoal demais para se preocupar com a felicidade ou a miséria das criaturas de carne e sangue nesta bola de sujeira na qual vivemos."
The Satanic Bible, página 22, Anton Szandor LaVey, tradução própria

Fica claro neste primeiro parágrafo que o Satanismo não é necessariamente ateísta. Temos sim, uma concepção formal de deus, bem como podemos simplesmente não concordar com ela e aceitar outras definições que "melhor nos couber".

Mas é claro, isto não significa dizer que somos completamente teístas. De forma alguma. O que temos ao longo de toda a Bíblia é uma proposta cética com relação a divindades. Foi justamente por conta de uma crença em uma entidade exterior que o ser humano afogou-se em medo e esqueceu-se de sua própria natureza. O Satanista por sua vez, vai justamente reconhecer a si mesmo como o ser humano que é, sem que sua vida seja determinada por conta de uma entidade maior punidora que regule nossas ações e controle nossa vida, sob pena de um inferno, ou algo do tipo. LaVey fez questão de promover esta crítica a Deus, não por simples crítica cristã, mas para nos livrarmos do temor divino e vivermos nossa vida em paz, livres como seres humanos que somos.

Além do mais, temos também no Satanismo um retorno da "divindade" para o próprio indivíduo. Consideramos que todas as invenções divinas não passam de uma faceta de nossa consciência. Ou seja, exteriorizamos nada mais senão a nossa própria mente e pensamento. Criou-se uma distância entre o divino e o mundano que para o Satanista nunca existiu. Novamente cito a Bíblia, desta vez, um fragmento do segundo texto do Livro de Lúcifer, "O Deus que o salva pode ser você mesmo":

"Se o homem insiste em externalizar seu self verdadeiro na forma de "Deus", então por que temê-lo ou temer "Deus", - por que louvar seu verdadeiro self numa exaltação de "Deus"- por que permanecer externo a "Deus" ao invés de dedicar a seu próprio nome um ritual e uma cerimônia religiosa? "
The Satanic Bible, página 24, Anton Szandor LaVey, tradução própria

Ou seja, fica compreendida aqui a já conhecida noção de que para o Satanista ele próprio é seu Deus. O que mais uma vez, faz com que deixemos de lado para nós o rótulo de ateus... LaVey segue ainda na questão da exteriorização, ainda no mesmo texto:

"O homem precisa de ritual e dogma, mas nenhuma lei declara que um deus externalizado seja necessário para empenhar um ritual e cerimônia realizada em nome de deus!"
The Satanic Bible, página 24, Anton Szandor LaVey, tradução própria

Ou seja, a grande questão é que, simplesmente não consideramos a noção de Deus como única e exclusiva da Igreja. Vamos além disto, e bem, isto significa dizer, mais uma vez, que não somos necessariamente ateus. Mas é claro, com certeza é possível que até mesmo em discursos de Satanistas esclarecidos, seja afirmado que somos ateus. E ao observamos isto, teremos de compreender de que "deus" parte este ateísmo. Por conta da fama da crítica cristã de nosso tempo, é bem provável que este Deus seja o velho barbudo lá do céu...

Portanto, Satanismo não é ateu, a menos que estejamos falando do Deus cristão... De qualquer forma, não seja leviano com o pensamento. Se quiser uma síntese mais coerente com a religião Satanista, diga que somos céticos e críticos com relação a divindades exteriores ao indivíduo e suas relações com o ser humano. Ou então, faça como eu... Para não constranger ninguém, nem se sentir constrangido entre estranhos, seja elegante, quando perguntado de sua religião, diga que é ateu. Você ainda vai posar de intelectual... Ou pseudo... Enfim, é melhor do que chamar a atenção para si negativamente... Como já dizia o sábio, a maior astúcia do diabo sempre foi a discrição...

6 Comments

  • gravatar
    Comment by Madame Morte

    Bem,é uma grande e arduosa empreitada tentar "descatequizar" os leigos e cristãos...
    À custo de muito trabalho talvez alguns se interessem e/ou pelo menos deixem de ser tão dogmáticos quanto aos clichês impostos tanto pela igreja quanto pela mídia...
    Tenha certeza de que não é inútil publicar suas idéias.

    Vititis,satanista de blógue e salvador da massa [:p]

  • gravatar
    Comment by renanreis

    Cada vez que leio sobre satanismo (sempre em textos indicados ou feitos por ti) vejo uma enorme semelhança com a minha concepção religiosa (apesar de ser de certa maneira oposto ao humanismo). Também há grande semelhança com as linhas acadêmicas transpessoais (psicologia e antropologia, principalmente). Seria interessante pra ti estudar estas linhas:

    http://pt.wikipedia.org/wiki/Psicologia_transpessoal

    Have fun

  • gravatar
    Comment by Anônimo

    Não consigo compreender por que é mais fácil a alguns homens se deixarem seduzir por crenças que os colocam como seres dotados de auto-suficiência do que crerem em um Criador, Superior e Perfeito, detentor do conhecimento de todas as coisas, do princípio e do fim. O homem por acaso se auto-criou? Não. O homem conhece tudo sobre sua origem e existência? Também não. O homem tem absoluto controle sobre o seu futuro? Tampouco. No meu humilde entender, partindo da própria racionalidade que nos é inerente, e que, justamente por ser limitada e imperfeita não explica nem a milésima parte do que nos cerca, é inviável colocar o homem, o criado, o imperfeito, o ignorante, como centro do Universo. Só a Coca-Cola detém o conhecimento da fórmula por ela inventada, ainda que outros tantos a tentem copiar. Do mesmo modo, só Deus conhece a fórmula do homem e de todas as coisas. Ele nos presenteou com as suas criações e com o livre-arbítrio. Então, a cada um é dado escolher entre: reconhecê-Lo e agradecê-Lo por todas as maravilhas concedidas, como toda pessoa costuma fazer quando recebe um bom presente de alguém, ou virar ingratamente as costas para Ele. Por uma força invisível que se chama fé e até mesmo por coerência, eu fico com a primeira opção.------ Senhor Misericordioso, tende piedade de nós, pecadores humilhados, e permita-nos merecer o convívio dos eleitos. Pelo sinal da Santa Cruz, livrai-nos Deus, Nosso Senhor, dos nossos inimigos, em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo".

  • gravatar
    Comment by Anônimo

    Parece que os conceitos defendidos aí são similares aos conceitos defendidos por essa civilização:

    https://www.youtube.com/watch?v=JCJ5n4zcEmg&spfreload=10

  • gravatar
    Comment by Anônimo

    Não precisa compreender mas só respeitar os diferentes modos de pensar , ninguem é obrigado a crer em Deus por vocé ou outra pessoa quer.

  • gravatar
    Comment by Anônimo

    Não precisa compreender mas só respeitar os diferentes modos de pensar , ninguem é obrigado a crer em Deus porque vocé ou outra pessoa quer.