Recomendação do Recanto




"Não subestime o desprezo absoluto das pessoas. Tornar-se um pária não é fácil. As pessoas acreditam que o diabo é Satan. Ignoram que o mundo é muito mais antigo que o cristianismo. Tudo para essas pessoas ignorantes é coisa do “diabo”. E julgam, recriminam e segregam. Ainda que isso seja um pecado diante de Deus. Porém, estranhamente é exatamente esse comportamento hipócrita e preconceituoso que a Igreja incentiva. É tudo tão absurdo. E afinal o que são os pecados? É uma maneira de controle do ser humano, de condená-lo, de inserir culpa pelos seus desejos naturais, de submetê-lo, de castrar seus pensamentos. É tudo tão ridículo."

Entre em contato!



Dúvidas? Opiniões? Ofensas pessoais? Gostaria de trabalhar conosco ou colaborar com suas produções?

Entre em contato!

recanto_do_opositor@hotmail.com

Firefox



Firefox

Satan usa Firefox. Todo o Inferno usa Firefox. Aceite-o como seu único navegador.

Satanismo NÃO é o que você pensa dele...

Escrito por Recanto do Opositor

É engraçado... Realmente engraçado. Parece que realmente nada é por acaso. Ontem estava a ler um maravilhoso livro de Sociologia, na casa de um amigo, e em um de seus textos dizia que o indivíduo de nosso tempo possui um self flexível, o qual o próprio vai moldando para afirmar sua identidade e sua personalidade. É uma idéia que já me era familiar, mas chegou a meus olhos através de forma mais organizada, numa maravilhosa leitura...

Bem, a grande questão é justamente esta, a capacidade que uma pessoa tem de abrigar diversos valores e formar uma identidade própria. O livro dava um exemplo bem pertinente e que possui grande relação com o assunto deste post. Ele dizia que uma mulher, conhecida até, não me lembro o nome, quando perguntada publicamente sobre sua religião dizia que seguia a religião dela própria. Não havia rótulos, mas uma religião pessoal, formada a partir de diferentes conceitos e noções, que não se limitava a uma específica. Isto é interessante, mostra bem a liberdade de hoje em dia e tal... É o que se chama de sincretismo religioso, um termo que ouvi por aí e faço questão de reproduzir, pois expressa bem a idéia de "montar algo próprio".

Entretanto, há um enorme abismo que separa o espaço da religião e sua prática e/ou interpretação individual...

A religião constitui-se como um sistema fechado de dogmas, simbologias, proposições de condutas, rituais, enfim. Como um conjunto de idéias, ela possui seus limites. Não podemos, por exemplo, dizer que no cristianismo há uma crença politeísta. Por mais que seja plenamente possível que um indivíduo adote para si valores e posturas cristãs, e mantenha uma crença em diversos deuses, não se pode dizer que ele pratica de forma íntegra o cristianismo. É claro que, isto não importa, o que dizem ou deixam de dizer, bem como o rótulo que é posto...

O fato é que, a partir do momento que damos um nome equivocado a algo, estamos criando um problema. Principalmente no que diz respeito à religião. Ora, eu não posso associar determinados valores a uma que não sejam pertencentes a esta, isto seria incoerente, e seria não somente um desrespeito à religião em si como quanto a seus praticantes.

Quando alguém se diz Satanista e não age de acordo com o que o Satanismo diz, ele simplesmente não está seguindo a religião. Ele pode fazer o sincretismo que quiser, pegar algo de Satanismo, algo de cristianismo, algo de espiritismo e formar um conjunto próprio de valores. Agora, chegar e dizer que isto é Satanismo, não, não é. Este é o grande problema de alguns por aí na internet. A pessoa simplesmente faz uma salada e diz que é Satanista. E o que é pior, misturam as mais bizarras coisas. Criam comunidades, ordens, associações...

O que é curioso é a necessidade das pessoas colocarem um adjetivo malvado nessas saladas. É incrível, tudo tem que ter um "satânico" no meio! É ordem Satânica, associação Satânica, blah blah blah... Mas ora, isto não é Satanismo! Não em sua integridade! É um sincretismo religioso pessoal! Não deve receber o rótulo de um outro "produto"!

Isto me parece a postura que a ONA adotou, na tentativa de chamar atenção. Trouxe para si o termo "satanismo" e quis fazer fama. Parece que o mesmo ocorre hoje. Todo mundo quer montar seu próprio Satanismo. É Satanismo espírita, Satanismo cristão, Satanismo Sethiano, Satanismo Tradicional. Com o devido respeito, enfiem os rótulos nos... Enfim, acho que pegaram a idéia.

A questão é, divulgam como Satanismo uma grande enxurrada de bosta que simplesmente nada tem a ver com Satanismo! E como sempre, sujam o nome de nossa religião. E ainda me vêm com a cara mais desleixada do mundo com o argumentozinho do tipo "oh, eu não sou bitolado e absorvo tudo o que as religiões me oferecem". Primeiramente, dane-se. Segundo, faça o que quiser, somos todos livres, agora, não venha vender seu peixe podre em embalagem de escargot.

Eu não sei se querem atenção, auto afirmarem-se, não sei. Agora, eu não vou me calar diante de todo este oba oba. Satanismo é Satanismo, e não o que você pensa dele, ou acha que ele é.

3 Comments

  • gravatar
    Comment by Anônimo

    Violentamente sensacional.

  • gravatar
    Comment by renanreis

    Qual era esse autor que você leu? Stuart Hall? Se não, procure por ele, é muito bom - "A Identidade na Pós-MOdernidade".

    Bom, sobre seu post. Acredito que muitos ditos "satanistas" adotem esta postura, pois apesar de quererem exercer este sincretismo, não conseguem abrir mão de se rotularem. Estereótipos, acredito eu, fazem parte de uma necessidade humana, todos querem fazer parte de algo, seja de um grupo religioso, seja da moda. E porque querer usar o rótulo de Satanistas? Possivelmente é por causa de algum oposicionismo barato e de reflexão limitada ao cristianismo. A crença limitante de que satanismo é oposição ao cristianismo ainda é muito vigente e muitos questionam o fato de não ser o que querem que seja, afinal, essa crença já é tão enraizada historicamente que se defrontar com uma idéia diferente é na verdade uma quebra de paradigma.

    O que fazer? Um trabalho samaritano, sofrer em debates e em divulgação teórica acerca do satanismo, informação é o melhor remédio.

    Bom, essa é a minha opinião, não sei se é tão válida. Mas para mim, informação é tudo, e acredito que é dever dos que sabem terem alguma maneira de "iluminar" os ignorantes.

  • gravatar
    Comment by Anônimo

    realmente esse texto eu tenho de concordar, satanismo não é nada do que vc penssa dr. víctor satanista de blógue, saia da net e vá ler um livro.