Recomendação do Recanto




"Não subestime o desprezo absoluto das pessoas. Tornar-se um pária não é fácil. As pessoas acreditam que o diabo é Satan. Ignoram que o mundo é muito mais antigo que o cristianismo. Tudo para essas pessoas ignorantes é coisa do “diabo”. E julgam, recriminam e segregam. Ainda que isso seja um pecado diante de Deus. Porém, estranhamente é exatamente esse comportamento hipócrita e preconceituoso que a Igreja incentiva. É tudo tão absurdo. E afinal o que são os pecados? É uma maneira de controle do ser humano, de condená-lo, de inserir culpa pelos seus desejos naturais, de submetê-lo, de castrar seus pensamentos. É tudo tão ridículo."

Entre em contato!



Dúvidas? Opiniões? Ofensas pessoais? Gostaria de trabalhar conosco ou colaborar com suas produções?

Entre em contato!

recanto_do_opositor@hotmail.com

Firefox



Firefox

Satan usa Firefox. Todo o Inferno usa Firefox. Aceite-o como seu único navegador.

Analisando "O terço Satânico": é pra rir?

Escrito por Recanto do Opositor

A internet realmente é um poço de maravilhas. Falando de satanismo, conhecimentos ocultos, pactos, e todas as outra tags que atraem adolescentes sedentos por "sabedorias das trevas" há dezenas de sites por aí, e cada um mais ridículo que o outro. Naturalmente, não vou ficar falando aqui do "panorama informacional da internet" com relação ao Satanismo. Mas hoje eu vou trazer para vocês um exemplo claríssimo de como que algumas palavras não só trazem à tona questões de como o Satanismo é compreendido e transmitido, como também reafirma as condições dessa recepção.

Desta vez, não vou simplesmente falar o que acho e lançar meus comentários ao vento. Serei específico. Como "objeto de análise", se podemos assim dizer, escolhi um texto que já havia lido a certo tempo, mas me faltava disposição para falar sobre ele. Eis que ela veio, e agora estamos aqui... O texto se chama "O terço Satânico", e está disponível onde, onde, onde, advinhem?! No Morte Súbita, claro.

Mas ora, por que "claro"?

Pelo simples fato de o Morte Súbita não passar de uma mistureba de muito mal gosto de uma série de coisas que seus mantedores julgam ser "proibidas", "secretas", "ocultas", enfim. De vampirismo a terço Satânico, passando por vampiros, Crowley e um bizarro "ritual da troca de signo" (sim, há um), o site apresenta uma salada de difícil digestão. Malvadismo? Imagina. Há uma frase que diz assim: quem ama a todos, não gosta de ninguém. Dos muitos temas que há por lá, naturalmente o que mais me interessa é o que eles oferecem sob o rótulo de Satanismo. E é exatamente aí que entra minha crítica. Não vou negar que existe muita coisa a se considerar por lá com relação ao tema, inclusive textos que estão na pasta virtual aqui do blog. Entretanto, de que adianta dar 10 e tomar 50? Da mesma forma que há um material fidedigno com relação à religião Satanista, existe uma série de outros completamente desprezíveis.

Ah sim, sem falar nos diversos souvernirs, nas páginas visualmente poluídas com propagandas, nos livros à venda, enfim. Não vou entrar em méritos sobre como se ganhar dinheiro, mas ora, escrever sobre Satanismo nunca me foi um meio para tal, e sinceramente, não vejo lá grandes valor em se aproveitar da curiosidade e da inocência alheia... Questão pessoal à parte, se tem quem vende é por ter quem compre, então, que assim seja...

Mas chega de críticas vazias, vamos atuar de forma mais concreta. Voltando à nossa escolha, iremos agora analisar alguns trechos que achei importante do texto em questão, e aos poucos entender como que alguns simples parágrafos determinam a maneira como o Satanismo é visto, indo muito vezes além da mera opinião do autor.

Em suma, o texto nos "ensina" a fazer um terço Satânico (dumal!), a como utilizá-lo, e o mais legal, ainda rola umas palavras de advertência no final. Vamos por partes...

"Ao contrário do que desavisados sem cultura podem acreditar, o objetivo desta operação não é produzir qualquer forma infantil de paródia do conhecido terço católico. Ao contrário, trata-se de uma útil ferramenta mágica/psicológica que está a disposição dos adeptos muitos séculos antes da igreja romana reinvidicar tal instrumento como seu. A meta portanto é resgatar uma ferramenta antiga e devolvê-la aos seus usuários originais: os praticantes das artes ocultas."

Desavisados sem cultura? Ora, não são exatamente estes que vieram ao site buscando fazer um terço Satânico... ? A despeito disto, temos já no início uma explicação, até válida, sobre o fato de não se tratar de uma inversão cristã. Para tal, como de costume, surge o bom e velho argumento do "o meu veio antes". Naturalmente, este texto, assim como muitos outros, em momento algum se vale de referências bibliográficas para comprovar seus argumentos temporais/cronológicos. Algo do tipo "eu digo que o meu veio primeiro, e ponto final". Mas ora, que certeza é esta? Se livros de renomados autores são colocados em cheque, o que dirá um texto de internet! Que adeptos são esses? Quem me garante que eles usavam um terço? Ou ainda, se utilizavam tal instrumento, isto retira o valor de uso deste a partir da Igreja? Era assim ele chamado, "terço"? Enfim, muitas perguntas sem respostas, e, pra fechar o parágrafo inicial, as boas e velhas "artes ocultas". O ocultismo é assim, a gente não precisa provar nada, basta dizermos que a muito tempo era de forma X, e pronto, temos uma verdade. Verdade esta "oculta", que tem a sua "graça" justamente por conta deste quê de "mistério"... Ou, em outras palavras, cada um diz o que quer.

"O corda de contas veio do oriente e ainda hoje é comum entre os hindus. Todavia sua utilidade mágica se perdeu para dar lugar a um ritual vazio. Tradicionalmente era uma forma de disciplina e controle mental com resultados muito poderosos para aqueles que a souberem usar. Seu uso é descrito em diversos tratados ocultistas sendo este artigo uma adequação do mesmo à egrégora e a estética satânica."

Novamente, carência de fontes. Verdade ou não? Não importa. É preciso deixar de lado este hábito do "eu disse, é verdade", quando estamos falando de origens tempo-espaciais precisas de algo. Bem como a própria validade das fontes deve sempre ser questionada. Que tratados ocultistas são estes? E como verificar sua validade? Simplesmente, não dá. Verdades vomitadas, nada mais que isto. Ah sim, e ainda tem este maldito "egrégora", que parece ser moda entre algumas pessoas que gostam de escrever. Não sei o motivo para usarem um termo como este. Querer falar bonito, talvez. Só pode ser, pois trata-se de um termo de uso em contextos espirituais demais para o Satanismo. Só pra constar, esta palavra não é utilizada SEQUER UMA VEZ na BS.

"Na verdade qualquer rosário tradicional serviria muito bem ao nosso propósito. O terço usado pelos budistas, destes que não trazem qualquer decoração poderia ser usado, mas não teria o mesmo apelo emocional que um terço satânico poderia ter. Desta forma, por motivos artísticos ( e a arte não esqueçam é uma forma de magia) e pelo impacto psicológico recomendo substitua a cruz na ponta do Terço por algum outro objeto que esteja mais aquém de nosso propósito. Um chaveiro com uma foto sua, uma réplica de crânio humano, um pentagrama invertido ou qualquer coisa do tipo. Mas para sermos práticos a forma mais simples de construir seu terço satânico é simplesmente inverter a cruz de um terço católico."

Esta parte é legal. O autor no início do texto faz questão de dizer que isto não é uma paródia do terço cristão, que somente pessoas sem cultura não sabem que o terço tem origens pré-Igreja e bla bla bla, para agora dizer que basta usar uma cruz INVERTIDA?!?! Se isto não é paródia, no sentido de ser uma imitação cômica, é uma expressão de plena dependência do símbolo cristão! Cruz invertida não tem ABSOLUTAMENTE nada de Satanismo. Cruz invertida é cristianismo inverso, é o lado negativo da religião, é a sua ridicularização, sua desvalorização; nada disto é Satanismo. Satanismo e anti cristianismo, como já dito, estão bem longe um do outro. Ou deveriam estar.

"Será necessário também consagrar o terço, no meu caso utilizei um simples ritual do pentagrama invertido, mas rituais próprios ou personalizados podem ser feitos de acordo com a experiência e vontade de cada um. O objetivo aqui não é transferir alguma espécie de força mística para o artefato, mas simplesmente deixar claro no seu inconsciente que o Terço Satânico é um objeto mágico, ou seja auxiliador na realização de sua vontade. Reserve um lugar especial para ele em seu altar pessoal."

Um simples "ritual do pentagrama invertido". Quanto a isto, sem comentários. A frase é risível por si só. Foi-se o tempo em que dizer que fez um ritual do pentagrama invertido significa chocar, parecer dumal, ou coisa do tipo. Hoje, não passa de uma situação ridícula, clichê, digna de escárnio, típica de cenas de filmes de quinta. E só um comentário... Deixar claro pro inconsciente que o terço satânico é um objeto mágico? Deixar CLARO pro INCONSCIENTE?!?!? Eu não possuo qualquer considerável bagagem teórica de psicologia, mas esta frase me parece no mínimo incoerente...

"Ao contemplar a cruz um cristão alimenta o desejo masoquista secreto de ser crucificado com Jesus realizando ele também a vontade de deus em detrimento da sua. Ao inverter a cruz o satanista se recusa a sofrer pela vontade de outros."

"Desejo masoquista secreto de ser crucificado"... A frase parte de coisas que até fazem bastante sentido. A Bíblia cristã nos conta a história de Cristo, certo? Óbvio. Mais do que contar a história, o que há de fundamental no personagem mais conhecido de todo o mundo, é que toda a sua vida, a maneira como tratava as outras pessoas e a forma como via o mundo; enfim, tudo aquilo que Cristo é constitui-se como o exemplo-mor dentro do pensamento cristão. Jesus é o ideal supremo de como se deve viver, e os cristãos, ao menos em tese, deveriam agir da mesma forma elevada. Agora, reduzir este pensamento a um "oh, quero secretamente ser crucificado", aí já é demais. É redução e desvalorização das religiões cristã à toa! São coisas como esta que só inflamam o anti-cristianismo na mente de adolescentes revoltados, quando não de adultos.

"Peter Carroll, arauto da magia caótica, disse certa vez que “Todo Deus ignorado, convertesse em um demônio.” O famoso caoista estava se referindo em parte ao poder da subconsciência, que de uma forma ou de outra explode em realidade toda a idéia reprimida. A vantagem do terço Satânico é ajudar o magista satânico a lidar com este aspecto para que ele não só cesse de nos prejudicar, mas pelo contrário, ajude nos a realizar nossos próprios desejos pessoais."

Magia caótica?! Caoísta?! Rótulos, rótulos, rótulos... Nem sei o que dizer...!

"Qualquer ato mágico naquilo que conhecemos como mundo material, por sua própria natureza física precisa de tempo a de espaço para acontecer. Quando tiramos o tempo e o espaço do subconsciente, a polaridade oposta cessa de exercer a sua influência em nós, a podemos então realizar nossos desejos através desse subconsciente. É nesta morte súbita da mente (conhecido pelos caoistas como gnosis e pelos yoguis como Não-Mente) que reside a chave para o uso prático da auto sugestão. "

Entenderam?! Primeiro a gente tira o tempo, depois o "espaço do subconsciente", e então a "polaridade oposta" deixar de nos influenciar, para que possamos realizar desejos através do subconsciente, que, ora, foi deixado de lado!?!!?!? E tudo isto é a "morte súbita da mente"?!!??! Freud ficaria feliz de ler isto. Queimaria suas dezenas de livros imediatamente.

"Quando acordar de madrugada, pegue o seu Terço Satânico e repita a fórmula seguinte em meia voz, bem baixinho ou só em pensamento, como achar melhor, ou como lhe for mais adequado no momento. A cada frase pule para a conta ou nó seguinte, até completar o circulo que fecha o terço."

Ri-dí-cu-lo! Eu não sei se alguém já teve a oportunidade de ir a uma reza de terço, a dos católicos. Quem já teve vai ver que trata-se exatamente da mesmíssima coisa. É óbvio, se é um terço, seu uso também seria tal qual o cristão. Mas, meu deus, é completamente risível. Um cara pega um terço na madrugada (ui) e fica rezando cânticos dumal, como os que vem a seguir no texto, destaque para o tão original "IN NOMINE MAGNI DEI NOSTRI SATANAS LUCIFERI EXCELSI!"...! (Quem não se lembra do "In nomine Domini nostri"? Veio muito antes deste...) Quer inversão cristã mais clara que esta?! Vai dizer para um leigo que está lendo este texto (o do terço) que Satanismo não é cristianismo de cabeça pra baixo!!!

Bom, algumas coisas mais poderiam ser ditas, mas acho que já é o bastante. O autor fala de consciente como se nunca tivesse lido um livro de psicologia, achando que pode tratar de conceitos complexos desta forma; vale-se de algo tipicamente cristã e coloca-o numa roupagem Satanista, reafirmando o equívoco que é entender o Satanismo como dependente das doutrinas, rituais e pensamentos cristãos; utiliza-se dos mesmos clichês do tipo "hail Satan", de que o ritual vai trazer tudo o que você quer... E é com textos como esse que vão se reproduzindo malvadistas, e sendo instaurada uma visão completamente equivocada do Satanismo.

Que textos mais verei na internet? Páscoa satânica? Dia de finados satânicos (esse seria bem legal, hein?)? Natal satânico? Corpus-satani? Dia de ação de graças satânicas? A pomba negra satânica? Jesus Satan-version? ...!

Como sempre digo, e repito, nossos piores inimigos são aqueles que vestem a mesma camisa que a nossa.

6 Comments

  • gravatar
    Comment by Anônimo

    Sem comentários... é incrível essa mistura de ignorância e preguiça!
    Basta um pouco de leitura e discernimento para percebermos o que é ou não Satanismo.Mas A Natureza é assim,dotou-nos com habilidades diferentes. O diabo carregue essa escória rsrsrsr abraços.

  • gravatar
    Comment by Elaine Z

    Só um adendo. No Satanic Rituals Lavey também usa este "In nomine magni dei nostri Satanas" que você critica.

    Ahh.. você não leu o Satanic Rituals neh? Tudo bem. O que ele entende de satanismo mesmo neh?

  • gravatar
    Comment by Vítor V.

    Rio igualmente do Satanic Rituals. LAaVey não é um deus a ser adorado, muito menos um ser humano perfeito. Não bato palma para suas fantasias, não reproduzo seus rituais, e não gosto de ter de aguentar o fardo de anti-cristianismo que bom ou mal ele contribuiu para que tivesse o Satanismo. Aliás, como já disse em diversos outros momentos, é preciso que façamos toda uma releitura de certas coisas da literatura satânica. Basta ler: [http://recantodoopositor.blogspot.com/2009/09/por-uma-releitura-de-lavey.html]

    Eu tenho direito e dever como Satanista de criticar principalmente aquilo que vem para nós sob o rótulo de Satânico. E quem conhece o que penso sabe: não gosto de inversões cristãs, não gosto de teatralizações hollywoodianas e tudo o que me parecer exageradamente estético/visual não me será válido.

    Respeito o direito de qualquer um se fantasiar como diabinho e fazer o ritual do pentagrama invertido; mas não me impeçam de achar graça disto. Pois o grande lance não é simplesmente uma aceitação estética ou não, i.e., não gostar de malvadices e coisas negras e "satânicas" demais; não se trata meramente de gostar distou ou não; mas sim questionar até onde todo este teatro todo cristaliza uma série de coisas que estão muito distantes do que o Satanismo nos oferece.

    Seja malvadista ou LaVey, "in nomine Satanas nostri" é ridículo do mesmo jeito.

  • gravatar
    Comment by Anônimo

    eu já tinha lido esta matéria no morte súbita antes da sua, no começo até pareceu que iria tirar algum proveito, depois do segundo ou terceiro parágrafo, foi A decepção.

  • gravatar
    Comment by Anônimo

    Elaine disse:
    No Satanic Rituais Lavey também usa este "In nomine magni dei nostri.. o problema esta Aí, o que LaVey usa não se pode criticar, como se LaVey fosse sinônimo do satanismo, ou poderia ferir o satanismo se fosse contrariar LaVey, essa Elaine tem um artigo "primário" no Morte súbita, ela ainda esta engatinhando....quanto ao senhor Morbitvs...ele cansou de jogar perolas aos porcos, ele vem fazendo isso desde 1.998, é claro que esse terço satânico é para angariar algum trocado..evidente...ele é inteligente o suficiente pra saber que isso é a titulo comercial, quem sabe a fé dos Otarios não faz funcionar algo em prol a suas vidas..usando como ferramenta esse "terço enganador"

  • gravatar
    Comment by Windson Trevizoli

    Esse post é clássico..uma excelente maneira de desmascarar falsos com grande coerencia...ri muito aki...e vi ke, infelizmente, o Satanismo para muitos é brincadeira!.

    Hail!